quinta-feira, 17 de março de 2016

Ensaio

Um ano e pouco mais de dois meses desde a minha última postagem! Quanta coisa mudou neste tempo em minha vida... E quanta coisa continuou exatamente como antes... Confesso que já nem me lembrava mais deste blog. Mas alguns últimos acontecimentos foram pouco a pouco me fazendo querer voltar aqui de verdade, sem ensaio: um amigo muito querido que foi fazer intercâmbio na Irlanda, o que imediatamente me fez lembrar de Toronto, a sensação de não ter mais o inglês tão fluente como há um tempo, a retomada aos estudos do idioma e ter voltado a assistir seriados, o que me fez perceber que o meu ouvido ainda continua bom para o inglês.

Criei este blog  em 2011 sabendo exatamente o que queria. A intenção era ser visto, já que eu não tinha nenhuma experiência em jornalismo. Portanto, ter um blog era uma forma de mostrar pras pessoas um pouco de como eu escrevia. E, como resultado disso, conseguir um bom estágio. Deu certo. Comecei publicando textos sobre os mais variados assuntos que me despertavam interesse. Depois tudo começou a virar um grande hobby. Como gosto de escrever, não era difícil achar inspiração para fazer minhas postagens por aqui. Escrevia, revisava, escrevia mais um pouco, aí voltava a revisar, avaliava na pré visualização e aí publicava. 

Tudo começou a ficar ainda mais interessante quando eu comecei a receber feedback dos meus amigos, colegas de faculdade e professores. Fui me sentindo cada vez mais motivado e me obrigando a escrever mesmo quando não houvesse muita disposição. E não vou mentir que adorava quando ouvia um: já tem postagem nova no blog? 

Depois de um tempo fui ficando sem muita oportunidade de escrever. Havia disposição, havia inspiração, mas faltava um momento para fazer isso. A faculdade e o estágio, além dos cursos e mais cursos que eu fazia, estavam me absorvendo. E, claro, uma vida social que precisava existir. 

Só tive motivação para voltar a escrever por aqui quando fui morar no Canadá. Todo dia era uma novidade desde a hora em que eu abria os olhos de manhã cedo e via da janela a minha rua coberta de neve, ao momento em que eu, depois de chegar em casa, pensava duas vezes se ia mesmo tomar um banho por causa do frio. Tudo virava assunto naquela que será sempre a minha cidade maravilhosa. 

Neste tempo em que estive longe daqui eu passei pela crise do recém formado sem emprego, fiz um curso de conversação em inglês, tive a oportunidade de fazer trabalhos (como freelancer) maravilhosos, ganhei um filho de quatro patas e orelhas enormes, me apaixonei por animais marinhos, conheci João Pessoa (PB) e Recife (PE), e também vivi uma saudade dolorosa, além de encontros e desencontros. Vou falar sobre tudo isso nas postagens futuras.

Como falei na frase acima, esta postagem não é uma visita de médico ao blog. Pretendo de fato voltar a escrever neste espaço. Não sei dizer por quanto tempo... Pensei em mudar o nome da página pra algo que fizesse referência ao meu quarto e à madrugada, já que são o local e o horário das postagens. Mas já que acabei de voltar, vamos com calma, sem pressa. Quem sabe numa madrugada ainda mais inspiradora eu não faço uma revolução por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário